domingo, 7 de agosto de 2011

Música, cultura afro e prevenção de incêndios foram os destaques do Calendário Sociocultural da Cidade Administrativa

O forró da banda Bigode de Arame foi a primeira atração do Calendário Sociocultural da Cidade Administrativa com uma apresentação que, na segunda-feira (1), trouxe aos servidores o melhor do repertório nordestino, destacando nomes como Alceu Valença, Luiz Gonzaga, e Jackson do Pandeiro. Os músicos Júlio Machado (voz e violão), Babú Xavier (zabumba), Braga (sanfona), e Caio Machado (triângulo) estão juntos há seis anos realizando diversas apresentações pela noite mineira.

E como não poderia deixar de ser, a música sertaneja também fez o espetáculo na terça-feira (2) com a presença da dupla Rick & Rian. Nascido em Engenheiro Navarro, município situado ao Norte de Minas, Rian iniciou sua carreira há dois anos em Belo Horizonte. Já Rick atuava no estilo “cover” de Rick e Renner. Em uma dessas apresentações, os dois se conheceram e desde então animam platéias em BH e no interior. Entre os sucessos de grande destaque estão “Barraca da Cachaça” e “Canta com A Gente”.

Na quarta-feira (3), em celebração ao Dia do Capoeirista, a Associação Cultura “Eu sou Angoleiro” (Acesa), trouxe seus integrantes para uma demonstração da Capoeira Angola e a Dança-afro sob o comando do Mestre João Angoleiro. A Acesa foi criada em 2003 e possui 18 núcleos de trabalho em atividade na capital mineira e na Região Metropolitana, com cerca de 500 alunos na faixa dos três aos 70 anos de idade.

Ainda na quarta-feira, aconteceu o lançamento da Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais. Promovido pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad), os servidores e visitantes tiveram a oportunidade de acompanhar a atuação do Corpo de Bombeiros, com direito a exposição e demonstração de equipamentos de combate.

A Banda Opção Alternativa foi destaque de quinta-feira (4) do Prata da Casa, com diversos sucessos do pop rock nacional, internacional e MPB. Os integrantes são Talmaia (vocais), Lubmila (bateria), Egler (guitarra), Lucas (teclados), e Horácio (contrabaixo). No repertório o som de Skank, Beatles, Red Hot Chilli Peppers, entre outros, são as que mais agradam o público desta banda em sua agenda de shows.

O músico mineiro Sérgio Martinelli impressionou a todos com sua voz em apresentação na sexta-feira (5), encerrando as atividades do calendário da semana. Com formação lírica, Martinelle já se apresentou em vários países da Europa cantando trechos de musicais mundialmente conhecidos. O tema de “O Fantasma da Ópera”, adaptado pelo compositor britânico Andrew Lloyd Webber é uma de suas canções favoritas. Com 20 anos de carreira, Sérgio Martinelli já lançou disco de própria autoria e em breve levará ao mercado seu primeiro DVD.

Exportações do agronegócio mineiro crescem 34,5% nos primeiros sete meses

As exportações do agronegócio mineiro cresceram 34,5% de janeiro a julho deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. O valor exportado nos primeiros sete meses de 2011 foi de US$ 5 bilhões. O crescimento estadual é maior que o verificado na média das exportações do agronegócio nacional.

O aumento registrado no valor das exportações brasileiras foi de 22% no período, totalizando US$ 51,6 bilhões. Os números das vendas internacionais foram analisados pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), com base nas informações do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Os principais destinos dos produtos do agronegócio mineiro foram Alemanha, Estados Unidos e Japão. Dentre os principais produtos da pauta de exportação, o milho foi o que registrou alta mais significativa, com aumento de 767% no valor negociado, totalizando US$ 58 milhões. O valor da venda do café somou US$ 2,9 bilhões nos sete primeiros meses do ano, com aumento de 57% em relação ao mesmo período do ano passado.

As exportações do complexo soja - farelo, óleo e grão - movimentaram US$ 447 milhões no período. O crescimento de 69% foi motivado, principalmente, pelo crescimento das exportações do farelo. No segmento de carnes, o destaque ficou para as exportações de frango, que registraram crescimento de 57% no valor negociado, alcançando US$ 190 milhões.

Commodities valorizadas

A diferença entre as exportações e importações do agronegócio mineiro totalizou US$ 4,8 bilhões. O valor corresponde a 31% do saldo da balança comercial de Minas Gerais. Segundo o superintendente de Política e Economia Agrícola da Seapa, João Ricardo Albanez, o crescimento nos valores negociados pelo Estado é reflexo da valorização das commodities.

“Para se ter uma ideia, no período de janeiro a julho deste ano, a tonelada do café foi comercializada pelo preço médio de US$ 4,5 mil. O aumento é de 68% em relação ao valor comercializado no mesmo período do ano passado”, compara.

Na análise do superintendente, outro ponto que tem favorecido o crescimento dos valores negociados é o nível dos estoques mundiais, que estão abaixo da média, ajudando a manter os preços em patamares superiores. “Além disso, os países emergentes (Brasil, Índia, China, Rússia e África do Sul) têm registrado aumento no consumo interno, em função da melhoria de renda da população.”

Alguns produtos, entretanto, sinalizaram retração na receita de venda no período: álcool (-71%), carne suína (-41%), carne bovina (-7%) e algodão (-6%). (Agência Minas)

quarta-feira, 27 de julho de 2011

domingo, 24 de julho de 2011

MGS abre inscrições para concurso público com 1.026 vagas em 164 municípios

A Minas Gerais Administração e Serviços S.A. (MGS) está com inscrições abertas para concurso até o dia 7 de agosto. São 1.026 vagas para cargos de nível fundamental, médio e superior, distribuídos em 164 municípios, incluindo Belo Horizonte. As inscrições, que tiveram início nessa segunda-feira (18), podem ser feitas nas agências dos Correios até o dia 5 de agosto e pelo site da Empresa de Seleção Pública e Privada (ESPP) (www.esppconcursos.com.br/concurso/mgs), até 7 de agosto.

A MGS é uma empresa que oferece soluções em serviços, gerenciamento e apoio técnico operacional. Para parte dos cargos, a MGS não exige experiência mínima. Já em outros, a empresa solicita do candidato experiência de seis meses na função, como por exemplo, motoristas habilitados na categoria B, técnicos em contabilidade e engenheiros civis. Os salários variam de R$ 716,32 a R$ 4.632,50, em uma jornada de trabalho entre 36 a 44 horas semanais.

Para as provas dos candidatos do Ensino Fundamental incompleto, tais como auxiliar de operador de carga, carpinteiro e copeira, serão avaliadas 15 questões de português, 15 de matemática, além conhecimentos específicos. A exceção será aplicada somente para aqueles que disputarem vagas para viveirista (responsável por viveiros de plantas), onde o candidato terá que responder a 10 questões de português e 20 de conhecimentos específicos.

Já os candidatos de Ensino Fundamental completo, as provas terão 15 questões de português e 15 de matemática. Nas provas de nível médio técnico, como impressor gráfico, supervisor de vigilância e recepcionista, serão 15 questões de português, 10 de matemática, e cinco de informática. De Ensino Superior, os candidatos vão responder a 15 questões de português e outras 15 para as específicas.

A realização das provas está prevista para o dia 28 de agosto. O candidato terá que apresentar o cartão de inscrição impresso, que deve ficar disponível nos sites da MGS e da Empresa de Seleção Pública e Privada (ESPP), a partir do dia 22 de agosto. Neste cartão, devem constar o local, data e horário das provas. A estatal esclarece ainda que, em caso de candidatos que não atingirem pontuação máxima para o preenchimento das vagas, mas alcançaram a classificação, haverá a formação de cadastro de reserva.

O edital completo e outras informações estão disponíveis no endereço www.mgs.srv.br ou telefone (31) 3247-5800.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

'Meia Noite em Paris' quebra mais um recorde de Woody Allen no Brasil

Como o maior lançamento de um filme do diretor Woody Allen no Brasil, com 98 cópias em 24 cidades diferentes no último 17 de junho, "Meia Noite em Paris" bate mais um recorde do cineasta no país: já ultrapassou a marca de 126 mil ingressos vendidos apenas no final de semana de estreia, em dados preliminares. Uma média de 1,3 mil ingressos por sala.

Os recordes anteriores do diretor eram de "Vicky Cristina Barcelona", que em 2008 levou cerca de 96,3 mil pessoas aos cinemas no fim de semana de estreia e "Ponto Final - Match Point", que em 2006 levou cerca de 81,9 mil pagantes no mesmo período.

No mercado internacional, "Meia Noite em Paris" também vem levando multidões. Nos EUA já acumula US$ 22 milhões, devendo se tornar ainda esta semana o maior sucesso de bilheteria do diretor no seu país-natal.

Escrito e dirigido por Woody Allen, esta é uma comédia romântica sobre uma família que precisa se mudar para Paris a trabalho, e sobre um jovem casal de noivos, com casamento programado para o Outono, que veem suas vidas mudarem completamente. É também sobre um jovem que tem um grande amor por Paris e a ilusão que as pessoas tem que uma vida diferente da sua é sempre muito melhor. Estrelado por Owen Wilson, Rachel McAdams, Marion Cotillard, Kathy Bates, Adrien Brody e Carla Bruni, entre outros.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Chega ao fim a era do .com, .net e .gov na internet

Instituições públicas e privadas não serão mais obrigadas a usar os tradicionais sufixos .com, .net e org., entre outros, em seus endereços na internet, ficando, a partir de 2012, livres para escolher qualquer palavra. O anúncio foi feito nesta segunda-feira, em Cingapura, pela Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números (ICANN, da sigla em inglês).

A iniciativa é considerada um marco na história da internet. "A ICANN abriu o sistema de endereços da internet às ilimitadas possibilidades da imaginação humana. Ninguém pode prever aonde essa histórica decisão nos levará", disse o presidente e chefe-executivo da organização, Rod Beckstrom.

A ICANN é a entidade internacional responsável por distribuir pelo planeta os números de protocolo de internet (IP), que garantem acesso de usuários à rede, além de determinar os tipos de domínios genéricos de primeiro nível (.com, .net e org., por exemplo) e dos códigos nacionais (.br e .uk, por exemplo).

A organização começará a aceitar solicitação para novos domínios genéricos a partir de janeiro de 2012. Atualmente, estão disponíveis 22 domínios desse tipo, além de 250 terminações que indicam a nacionalidade dos sites.

EXAME.COM

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Menina de 11 anos levanta US$ 200 mil para Golfo do México vendendo desenhos

Olivia Bouler, do Estado de Nova York, escreveu para a ONG de preservação ambiental Audubon Society perguntando se podia ajudar. "Como todos vocês sabem, o vazamento de petróleo no Golfo é devastador", escreveu ela. "Eu sou uma boa desenhista e estava pensando se conseguiria vender algumas pinturas de pássaros e doar o lucro para a sua organização."Olivia, que quer ser ornitologista (bióloga especializada em aves), diz que começou a ser interessar pelos pássaros da costa do Golfo após observá-los durante férias com parentes que moram nos Estados de Louisiana e Alabama.

A carta foi enviada com um desenho de um Cardeal Vermelho, um pássaro que pode ser visto perto de onde a menina mora. Ela sabia que aves como o pelicano sofreriam muito durante o período de aninhamento após o vazamento, então decidiu fazer algo.

A resposta foi muito maior do que a menina esperava, com mais de 30 mil pessoas "curtindo" a página de Olivia no Facebook. Após enviar desenhos a todos que fizessem doações pela causa, Olivia publicou um livro sobre pássaros (Olivia's Bird: Saving the Gulf) ilustrado com seus desenhos e pinturas. Parte dos lucros será doada para a Audubon Society.

BBC Brasil

terça-feira, 14 de junho de 2011

Silvio Santos vende o Baú

Alexandre Melo - Diário do Grande ABC

A corrida para ganhar escala no mercado de eletroeletrônicos e móveis segue forte no País, com a aquisição das 121 lojas do Baú da Felicidade pelo Magazine Luiza por R$ 83 milhões. As negociações entre o empresário Silvio Santos e Luiza Helena Trajano duraram apenas 15 dias.
Foi o primeiro movimento da varejista após abertura de capital na Bolsa de Valores de São Paulo, que engordou seu caixa em R$ 926 milhões há pouco mais de um mês. Na região, a rede nascida em Franca, interior paulista, soma agora nove filiais, incluindo as duas lojas que levam a marca Baú, uma em Santo André e outra em São Bernardo.

Considerando o valor das últimas compras no setor, o Magazine levou a empresa do Grupo Silvio Santos na promoção. O preço por unidade chegou a R$ 685 mil. Em 2010, a rede presidida por Luiza adquiriu a paraibana Lojas Maia por R$ 300 milhões, quantia equivalente a R$ 2,20 milhões por ponto. Há dois anos, o Grupo Pão de Açúcar pagou R$ 824,5 milhões pelas 455 lojas do Ponto Frio, valor médio de R$ 1,81 milhão por filial.
"O negócio ajudará o Magazine Luiza a ganhar escala nas negociações com os fornecedores e espaço na Grande São Paulo e Curitiba, que são mercados estratégicos para a empresa. Se não comprasse o Baú da Felicidade, provavelmente um concorrente o faria", diz o coordenador de MBA da Trevisan Escola de Negócios, Olavo Henrique Furtado. O faturamento do Baú da Felicidade em 2010 foi de R$ 415 milhões.

TAMANHO - A aquisição coloca o Magazine no segundo lugar do ranking do setor eletroeletrônico com receita de R$ 6,1 bilhões, deixando para trás a rival Máquina de Vendas (Ricardo Eletro, Insinuante e City Lar) que faturou R$ 5,7 bilhões no ano passado. A são-caetanense Nova Globex (Ponto Frio e Casas Bahia) segue na liderança com faturamento de R$ 10 bilhões.

Os 121 pontos de vendas comprados pela varejista estão distribuídos entre Paraná (80), São Paulo (40) e Minas Gerais (uma). A negociação, que incluiu escritórios, centros de distribuição e sistemas de informática, ajudará Luiza Trajano a fortalecer presença na região metropolitana de São Paulo, considerada estratégica para a rede paulista.

A intenção é que nos próximos seis meses as unidades adquiridas estejam totalmente integradas. A partir de agosto, quando a companhia assumirá o controle das lojas do Baú da Felicidade, a marca deverá dar lugar ao Magazine Luiza, que está há 54 anos no mercado.

TV, cosméticos e capitalização são focos do empresário
Após descobrir rombo de R$ 4 bilhões nas operações do Banco PanAmericano, o empresário Silvio Santos, dono de um conglomerado formado agora por 29 companhias, decidiu que focará sua atuação nos setores de cosméticos (Jequiti), comunicação (SBT) e títulos de capitalização (Tele Sena).

Somente neste ano, o Grupo Silvio Santos, que foi considerado no ano passado o 62º maior grupo empresarial do País em faturamento, vendeu o PanAmericano ao BTG Pactual por R$ 450 milhões. Em maio foi a vez da Braspag, empresa de pagamentos, que rendeu ao apresentador R$ 40 milhões. Por fim, as lojas do Baú da Felicidade foram negociadas com Luiza Helena Trajano pelo valor de R$ 83 milhões.

"Estamos muito satisfeitos com a venda de nossas lojas a um dos líderes do setor de varejo, que dará continuidade ao negócio adquirido. Estamos confiantes que as afinidades entre os dois grupos, como o empreendedorismo que marca a trajetória de ambos, facilitarão a transição das lojas adquiridas pelo Magazine Luiza e farão desta operação um negócio bem-sucedido", afirmou nota do Grupo Silvio Santos ontem ao mercado.
Análise dos principais acontecimentos da mídia brasileira e mundial!

Direção/Produção
Leandro Andrade

leandrolfandrade@yahoo.com.br
http://twitter.com/LeandroAndrade2