segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Divulgada lista de favoritos para Assembleia, Câmara e Senado

Pesquisa do DataTempo divulga hoje lista dos candidatos favoritos ao pleito de 2010 como Deputados Estaduais e Federais por minas. A lista pode ser conferida na edição desta segunda feira de 'O TEMPO'. Dos Federais, os 3 primeiros colocados são Fabinho Ramalho, Lael Varela e Gilmar Machado. No âmbito estadual são Braulio Braz, Alencar da Silveira Jr. e Sargento Rodrigues.
Já para o Senado, os favoritos são o governador Aécio Neves e Hélio Costa.
Foram ouvidas 2046 eleitores entre os dias 4 e 11 de novembro.

Fonte: O TEMPO

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

UM DIA PARA SER LEMBRADO

A tarde do dia 22 de janeiro de 2009 jamais sairá da lembrança de Ailton Lopes de Souza, de 43 anos. Ele foi um dos sobreviventes da enchente que assolou boa parte da Avenida Tereza Cristina, na altura do bairro Cinqüentenário, zona oeste de Belo Horizonte. A casa de Ailton, localizada às margens da avenida, teve a parte da frente arrancada e levada pela forte enxurrada. Nesse momento, o morador, que tentava salvar alguns pertences que já se encontravam na água, escorregou e foi logo arrastado pela correnteza, sem que houvesse tempo para sair. “Nessa hora eu só pensava em Deus. Engoli muita água e terra”, conta o mecânico, casado e pai de dois filhos. A família, do alto da casa, assistia a tragédia aos prantos e desespero. “Foi horrível. Agente via tudo de cima e não podia fazer nada”, disse a esposa, Cândida de Souza.
Na medida em que as águas ganhavam velocidade, Ailton era levado para mais longe, acreditando que jamais sobreviveria. “Pensei que tinha chegado a minha hora mesmo”. A certa altura do percurso, cerca de 100 metros de distância da casa, a sua perna se prendeu em uma pedra próximo a uma calçada da avenida. Moradores próximos do local viram Ailton se debater nas águas, até que dois deles lhe puxaram por meio de imenso galho de árvore. Os dois homens de um lado e Ailton na outra ponta. Uma situação arriscada, pois eles se prostraram diante da correnteza para prestar o socorro. Welinton Barroso, de 28 anos, e Mateus Samuel, de 30, foram os responsáveis pela boa ação. “Na hora que o vimos (Ailton) tentando subir, pra não se afogar, não pensamos duas vezes. Pegamos a primeira coisa que tinha na frente, que foi o galho grande que estava aqui e puxamos ele”, recorda Mateus. Ailton escapou com pequenas escoriações no corpo e um corte raso na perna. Para ele, a sobrevivência foi um milagre.
“Foi Deus mesmo que salvou a minha vida e mandou esses companheiros para me ajudar”, resumiu Ailton. Para ele, do susto daquele dia ficou a amizade e a eterna gratidão aos vizinhos generosos.

Bairros de BH sofrem com ação de bandidos

A zona oeste de Belo Horizonte enfrenta uma onda constante de violência, sobretudo em regiões de comércio e tráfego intenso. O bairro Betânia é um exemplo. Pelos dados da 10ª CIA da Polícia Militar, no mês de setembro foram registrados 14 assaltos contra 20 em outubro. Segundo o Sargento Armando, responsável pela companhia, os bandidos agem no Betânia, mais especificamente na Avenida Úrsula Paulino, quase sempre à luz do dia. A avenida é conhecida pela variedade de agências bancárias, supermercados e lojas. “O movimento aqui de pessoas é bastante intenso, devido o forte comércio. O entra e sai de pessoas dos bancos motivam boa parte dos assaltos”, revela o Sargento.
Das ocorrências que são registradas, cerca de 80% envolvem roubo de celulares. Já os outros 20%, são carteiras, bolsas e arrombamento de carros. Outro detalhe importante são as bancas de CDs e DVDs piratas, espalhadas pelas calçadas. Com isso, a presença dos clientes é ainda mais constante. As ruas laterais reúnem grande quantidade de veículos estacionados, onde os flanelinhas não credenciados pela PBH logo aparecem. “A polícia faz a ronda, mas eles (os camelôs) nem ligam”, diz um pedestre que não quis se identificar.
Fernanda Almeida, de 26 anos, conta que já foi abordada duas vezes por assaltantes na saída do terminal do Bradesco. Numas das ocasiões foi rendida por dois rapazes em plena luz do dia. A ação foi rápida e um deles estava armado. “Não tive nem tempo de pensar. Na saída do banco, um deles me puxou pela blusa e outro com a arma no canto veio pela minha direita, enfiou a mão no meu bolso e levou meu celular”, conta. Já Francisco Salviano, de 64 anos, foi rendido no começo da noite, também na saída de um terminal do Banco do Brasil. “Ele estava armado, me deu um soco e levou 300 reais. Quando agente vai procurar ajuda, não aparece ninguém”, disse Francisco, que está mais atento e procura ir sempre mais cedo ao banco, sempre acompanhado de algum familiar. O segurança de uma das agências que também não quis se identificar, disse que o fato de o dia estar claro em nada garante que o risco de ser assaltado será menor. “Faz tempos que trabalho aqui e estou cansado de ver mulheres e idosos sendo abordados pelos bandidos bem aqui na saída. Às vezes de manhã, outras vezes à tarde. Se não ficar atento já era”, revelou.
Para Rossana Tuti, do movimento Fé e Política da comunidade, há um diálogo constante entre os moradores do bairro junto a líderes políticos, que pedem uma segurança reforçada. “Fazemos esse trabalho para mostrar às pessoas que é possível uma solução adequada quando conseguimos nos organizar e promover debates. Dessa forma, procuramos vereadores para que acompanhem a nossa luta e que façam algo realmente relevante para o bairro”, disse Rossana, que confirma as atuações dos bandidos, mas com menor intensidade como em tempos atrás. “Hoje a polícia faz a ronda e agora temos a guarda municipal que costumar vigiar mais ao centro”, disse.

CASOS DE DENGUE EM 2008

Dados coletados pela Secretaria Municipal de Saúde e divulgados no site da Prefeitura de Belo Horizonte revelam um aumento de 43% de casos de dengue em relação ao ano de 2007. Pelo levantamento, o número total de casos há dois anos foi de 9089, sendo a região noroeste a mais atingida pelo vírus do mosquito Aedes Aegypti, com 2655 casos registrados, tanto para dengue clássica quanto hemorrágica. Em 2008, a tabela encerra com 20892 casos registrados e a região mais atingida passou a ser o nordeste da capital, com 8297 contaminações. Ambas as pesquisas incluem os chamados casos importados, em que os pacientes contraíram a doença fora da cidade.
Atualmente a prefeitura mantém 1200 agentes sanitários localizados em pontos estratégicos, que realizam o monitoramento de prevenção dos focos da dengue. Em um período de dois meses, 800 mil imóveis são vistoriados, como ferros-velhos e borracharias, além de residências, com visitas a cada 15 dias. Para Luiz Paulo, 26, fiscal do centro de zoonoses do bairro Salgado Filho, é importante deixar a população sempre a par das medidas de prevenção. “Nós procuramos mostrar aos moradores que é importante que eles colaborem com o nosso trabalho. Pra isso nós procuramos dar as informações, conscientizar de que é preciso evitar a proliferação do mosquito, mantendo vasinhos de plantas sempre secos, não deixar água acumulada em vasilhas, garrafas e pneus, entre outros”, disse o agente. Com esses levantamentos, a Secretaria Municipal de Saúde desenvolve medidas adequadas para cada distrito em que os focos da doença se fazem mais presentes. Considerando-se os índices de infestação do mosquito transmissor da doença, as ações de controle químico com o uso de inseticidas e as ações de assistência a pacientes são as mais eficazes.

Na bagagem

Diferentes personalidades, vindas do mais diversos lugares do país, fazem do Terminal Rodoviário de Belo Horizonte palco para as mais variadas situações. O local concentra, em média, 35 mil pessoas ao dia com capacidade para atender, anualmente, 17 milhões de pessoas. O suficiente para se deparar com as mais diferentes histórias. Caso de Norberto Vieira, 26 anos. Ele conheceu sua noiva pela primeira vez no terminal, quando ele acabava de chegar do interior depois de uma viagem de 10 dias. “Foi muito casual. Havia acabado de chegar e subi ao andar acima do setor de desembarque para ir ao banco. A Sônia estava numa lanchonete próxima. Como ela estava sozinha, me aproximei e puxei conversa. Estamos juntos há 3 anos”, conta.
Há situações em que é preciso passar pela rodoviária todos os dias, assim como o motorista José Carlos Gomes, um dos responsáveis pelo trajeto Itabirito - BH, que realiza há 6 anos. “É gente chegando e saindo o tempo todo e, claro, sempre tem alguma situação que chama a atenção. Já vi casos de mulheres prestes a dar a luz, de homens se estapearem por causa de dinheiro, de gente chorar de emoção com a chegada de algum parente ou amigo. Tem de tudo”, diverte-se.
E há ainda pessoas que fazem do terminal uma extensão da casa, ou seja, àqueles que ganham a vida na rodoviária. “Estou aqui há 12 anos e posso dizer pra você que história sempre se tem pra contar, mas é tanta coisa que agente até se perde. Antes ficava assustada com tantas pessoas, principalmente no carnaval e no final de ano. Mas já faz parte da nossa rotina”, diz a faxineira Maria Luiza dos Santos.
Inaugurada em 9 de março de 1971, a rodoviária de Belo Horizonte é referencia na capital, sendo ponto de encontro para muitos. A obra, assinada pelos arquitetos Oscar Nyemeier e Lúcio Costa ocupa 28.000 m² com oito plataformas de embarque, realizando mais de 60 partidas simultâneas. Atualmente, a polêmica está em torno de sua transferência visando melhorias no fluxo do trânsito. Os bairros mais especulados até o momento são o Calafate e o São Gabriel, que deverá servir de auxilio com o aumento na demanda das festas de final de ano.

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

A justiça tarda, mas algumas vezes não falha!

Foi julgado nesta segunda-feira um dos últimos algozes do regime nazista, que ainda está vivo. A informação pode ser encontrada no site da BBC Brasil. Seu nome é John Demjanjunk, de 89 anos de idade, ex-supervisor no campo de concentração nazista de Sobidor na Polônia. Investigações apuradas dão conta de que ele foi responsável pela execução de 28 mil judeus em uma câmara de gás. Velho e doente, ele foi encaminhado ao Tribunal de Munique, na Alemanha, depois de ser constatado pelo seu médico de que Demjanjunk está apto à enfrentar o processo.
O caso demonstra que a justiça, por mais lenta que ela possa ser, deve ser cumprida para que pessoas como essas, que praticaram as maiores barbáries que a humanidade já presenciou, tenham o que realmente mereçam.

A sua pena pode não trazer de volta todas as pessoas que ele e seu regime mataram, mas pode mostrar ao mundo que nenhum sistema político autoritário, que usa o sangue de seres humanos para se manter, é mais tolerado.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Comentário em blog vira caso de polícia

Blogueiro de Fortaleza, Ceará, causou polêmica após postar comentários ofensivos contra a diretora de um colégio. O autor, Emílio Neto, de 33 anos, segundo reportagem do G1 (24/11), é um estudante de jornalismo e terá de pagar R$16 mil de indenização. Os comentários foram direcionados à diretora do Colégio Santa Cecília, Irmã Eulália Maria Wanderley. Ela intermediu uma briga entre alunos da referida escola, e, por causa da sua atitude, o blogueiro disparou crítica ofensivas. A justiça interpretou a atuação de Emílio como "excesso de liberdade de expressão".

Em visita ao blog Liberdade Digital, o autor comenta a repercussão do caso, dizendo que independente da decisão da justiça é interessante avaliar a forma como a internet é tratada nessas situações.

Veja o blog, onde constam alguns veículos de comunicação que noticiaram o fato!

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Investimentos até 2016

A revista VOCÊ S/A deste mês de novembro aponta para as vantagens que a Copa de 2014, as Olimpíadas de 2016 e a exploração da camada pré-sal deverão trazer ao Brasil em termos de investimentos e ampliação do mercado de trabalho. A hora para se investir em qualificação profissional já começou faz tempo e não resta dúvidas de que emprego há. O maior problema é a falta de interesse por algumas áreas expecíficas, como tecnologia e edificações.
VOCÊ S/A mostra também a expansão do setor de medicamentos, pois com o crescimento da renda do brasileiro, a preocupação com a qualidade de vida também cresce. A empresa de medicamentos Sanofi-Aventis aposta nesse aumento de mercado e cria mais uma filial no Brasil, fazendo a empresa se tornar a 5ª quinta maior companhia entre as 100 grandes do mundo.

Com o otimismo dos empresários, espera-se que a economia do país cresça 4,5%. É o que acredita o economista-chefe do Bradesco, Octavio de Barros, em entrevista à reportagem da revista.

Vale a pena conferir!

Eike, o dizimista de Madonna

A passagem de Madonna ao Brasil foi muito proveitosa...para ela. Após passar sua sacolinha de grife em vários empresários do país e recolher US$ 3 milhões, ela foi convidada de honra do empresário Eike Batista, para um jantar em sua casa. Nesta oportunidade, Madonna obteve mais êxito, ao receber das mãos do empresário US$ 7 milhões.

A atitude do empresário gerou polêmica em boa parte do país, com opiniões positivas e negativas em torno da iniciativa da cantora. Dizem que ela possui trabalhos sociais por aqui. Agora, impressiona a facilidade dela em conseguir reunir US$ 10 milhões em tão pouco tempo. Associações de bairro levam anos para conseguir algo de políticos e empresas. As artes e a cultura lutam para obter um patrocínio por meio da lei de incentivo. À alguns meses mencionei o financiamento público da lei Rouanet, utilizado por Caetano Veloso para o lançamento de seu novo CD. A conclusão que eu, pessoalmente chego, portanto, é de que é necessário ser popstar de qualquer coisa pra conseguir tal feito. Se há tantas instituições e pessoas carentes em nosso país, por que esperar a chegada da pseudo-diva e ainda por cima norte-americana, para se destinar uma quantia tão alta em dinheiro?

Gostaria ter moral o suficiente para ouvir a resposta desta pergunta das bocas dos digníssimos protagonistas deste texto. Eike Batista ficou rico às custas dos brasileiros. Acho que ele poderia fazer mais pelo país. Ele mesmo e sem intermediários!

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

APAGÃO: O RETORNO!

Deu a louca na energia elétrica do Brasil. As centrais de Furnas e Itaipú sofreram pane no sistema de distribuição e, ao que tudo indica, o problema veio do Paraná. Felizmente o Bispo Presidente Fernando Lugo, não tem muito do que reclamar, considerando que a energia no Paraguai foi logo restabelecida. Mas será que é o suficiente para que se retome a velha discussão sobre o percentual de autonomia energética ao que Lugo diz ter direito de receber do nosso país?

Mudando o foco do assunto, imagine o pânico que deve ter se instalado em moradores de cidades como o Rio de Janeiro, palco das maiores ondas de violência urbana já existentes? Quem estava nas ruas e não teve como se refugiar, deve ter se esvairado em rezas desesperadas, suplicando pelo retorno imediato da energia. Mesmo para quem reside em áreas de risco, onde as possibilidades de invasão domiciliar são imensas.
Mas o mais interessante é o disse me disse do Diretor de Comunicação Social de Itaupi, Gilmar Piolla, no Jornal da Globo. Ora as máquinas não estavam funcionando, ora estavam. Passou a atribuir parte da responsabilidade à Furnas (o que pode ser verdade, pois o sistema depende de uma usina para outra para dar continuidade ao fornecimento para outros estados do país). Mas pelo pouco que o assessor de imprensa disse, já deu para perceber que os setores responsáveis foram pegos de surpresa.

Agora, só nos resta esperar para que a luz dos fatos finalmente chegue!

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Dueto de Gatos (Miáuuuuuu...)

O compositor italiano Gioachino Rossini (1792 - 1868), autor de obras célebres como "O Barbeiro de Sevilha" e "Guilherme Tell", marcou presença no terreno da música erudita ao compor opéras que caíram no gosto popular, durante gerações.

Mas uma peça interessante de sua autoria e do compositor inglês Robert Lucas Pearsall, chama a atenção. Trata-se do "Dueto de Gatos", de 1825. A canção consiste, basicamente, em miados melódicos dos felinos, feita para duas sopranos. A peça, além de bonita e muito diferente do que se costuma ouvir no meio clássico, diverte à quem assiste.

Abaixo, um vídeo de uma adaptação da obra, executada pelo coral infantil Pequenos Cantores da Cruz de Madeira, de Paris. Detalhe para a platéia às gargalhadas, e para o contraste de reações entre os dois garotos.



Fonte: Música Clássica - John Burrows - Ed.Jorge Zahar/2006

Como sugestão

E por falar em eleições, um livro bastante conhecido pela sociedade brasileira é "Notícias do Planalto - A imprensa e Fernando Collor", do jornalista Mário Sérgio Conti.

A obra traz revelações surpreendentes da fatídica eleição de 1989 e do período que se seguiu a era Collor. O autor nos apresenta todos os trâmites necessários para a construção da imagem do ex-presidente alagoano, que emergiu de um estado provinciano do nordeste e conseguiu chegar à presidência do Brasil. A obra faz ainda um retrospecto, contando a história de cada um dos principais veículos de comunicação do Brasil e de seus jornalistas.


Para quem gosta de imprensa, política e de saber como se dá o jogo do poder, é uma boa pedida!

A VEZ DELA...

Não se fala em outro assunto no congresso. A oposição ao governo Lula, em especial o PSDB, não cansa de disparar críticas às suspostas viagens eleitoreiras da ministra Dilma Rousseff pelo país. O desespero dos tucanos tem nome e sobrenome: as prévias do partido que ainda não se decidiu por Serra ou Aécio.
A novidade da semana, são as propagandas institucionais que Dilma gravou para o PT e que estão sendo exibidas no horário nobre. Tudo com o aval do TSE. Bem posicionada no vídeo, com cenário e imagens bastante incrementadas, ela expressa o êxito do governo em diversas áreas e ainda chama a atenção para a força da mulher brasileira, que supera dificuldades. Alguma semelhança com a ministra não é mera coincidência. Ao que tudo indica, ela está no páreo para fazer das eleições do ano que vem, uma grande disputa!

Saindo do forno!!!

Caros internautas.

Após um longo período no refrigerador (assim como os artistas globais que não tem o que fazer), o Diário de Plantão retorna com novas análises e notícias.
Espero que vocês apreciem tanto quanto eu!
Um abraço.

Leandro Andrade

domingo, 4 de outubro de 2009

Lançamento literário

No dia 17 de Outubro será lançado o livro "O amante da algazarra - Nietzsche na poesia de Waly Salomão" do poeta e filósofo Flávio Boaventura. Flávio Boaventura é professor de ética e filosofia da Puc Minas e um ávido questionador dos conflitos humanos. Abaixo, segue o convite do lançamento!

Sempre Diana Krall

Considerada uma das maiores divas do jazz da atualidade, Diana krall inova a cada repertório trazendo melodias inéditas e de muito bom gosto. Nos últimos anos, a cantora e musicista reveleu um interesse especial pelos rítmos da bossa nova, fazendo grandes adaptações com a sua banda que a acompanha. Abaixo, trecho de um show apresentado em Portugal, em abril deste ano, onde Diana canta "Este seu olhar", de Antônio Carlos Jobim. Detalhe para o delicioso sotaque de Diana, que executa a canção em português!

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

À moda antiga

Sapateiros lutam para continuar no mercado de trabalho e revelam as dificuldades impostas pela modernidade em manter a profissão.



Em Belo Horizonte, assim como várias capitais brasileiras, um antigo e popular profissional vem perdendo cada vez mais espaço para o grande comércio de calçados: o sapateiro. No bairro Cidade Nova, região leste da capital, o senhor Carlos Silva, 42, domina o ofício há mais de 20 anos. Bastante conhecido pelos moradores, ele conta que já está habituado às exigências de cada cliente. “Dependendo da idade e do tipo de calçado, já percebo o gosto da pessoa”, diz o sapateiro que conta com o auxílio do jovem Pedro André, de 23 anos. Pedro diz que aprendeu o trabalho há dois anos e percebe a responsabilidade de continuar a tradição do patrão. “Sapateiro não é muito comum hoje em dia. Mas eu não tenho vontade de continuar”, revela.
Na Oficina do Sapato, no bairro Buritis, uma variada gama de calçados femininos e masculinos compõem a prateleira, sendo que alguns, depois de concertados, são passados para revenda. “É importante isso, pois o calçado que não tem uso pra alguém, se passar por uma boa reforma, pode ser reaproveitado”, conta o proprietário José Gonçalves, de 54 anos. Ele diz que usa a prática de revenda para complementar o orçamento do mês. São sandálias, tênis, clássicos como o salto alto ou os de bico fino, que já estão prontos para receber o tratamento. Entre uma troca de sola e um remendo, o sapateiro garante a qualidade do serviço.
O que há de comum entre esses profissionais, além da habilidade adquirida ao longo dos anos, é a queda vertiginosa do número de pedidos. Com o crescimento das redes de calçados, o crédito facilitado e as inúmeras opções de compra, os consumidores adquirem cada vez mais novos modelos e, ao menor sinal de dano, não hesitam em ir às lojas. Segundo Fernando Sasso, economista da Câmara dos Dirigentes Lojistas de BH, somente nos meses de junho e julho o percentual de venda no número de calçados subiu 8,3% em comparação ao mesmo período do ano passado. “No período de férias existe uma tendência de crescimento com a chegada de turistas, o que faz o consumo aumentar”, disse Sasso.
Já os profissionais da sola alegam que o hábito de ir ao sapateiro é um costume de clientes mais antigos, acostumados com o calçado já usado. Para Neusa Maria da Silva, freqüentadora da Oficina do Sapato, o concerto mais do que uma necessidade representa uma economia no orçamento doméstico. “Acho uma bobagem deixar de usar o sapato que gosto por causa de uma sola descolada e um arranhãozinho no couro. Se tem concerto isso é muito bom. Assim não gasto dinheiro comprando pares novos”, conclui Neusa.

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Lançado novo portal de notícias da Record

Depois de muito suspense, finalmente o novo portal de notícias da Rede Record foi lançado. O R7 estreou neste domingo, 27/09, às 20 horas, e promete fazer frente ao já popular G1. Comenta-se que muitas contratações foram feitas para a elaboração do site, o que acende uma boa expectativa ao mercado jornalístico que vê nessa iniciativa uma expansão do setor. Quanto ao layout e o conteúdo, parece ser um pouco mais leve e mais limpo que o G1, com menus organizados e separados por tópicos, com todo tipo de informação a que o internauta tem direito. Possui colunistas já conhecidos da Record na TV, como Christina Lemos na cobertura política e Britto Jr. com a TV. Conta com espaço para entretenimento, cultura e, claro notícias da igreja universal. Há ainda, no canto direito, um pequeno espaço destinado às compras.
Enfim, o suspense foi feito e o portal já está no ar. Espera-se que o leitor seja realmente beneficiado por mais um feito da democratização da informação, desde que seja com muita qualidade e isenção.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

O jeito é fazer rir

Comédia Stand Up hoje é o ápice dos teatros e várias casas de show no país afora. Um estilo diferente e básico de fazer comédia que consiste no traquejo e na criatividade de fazer piadas com o cotidiano. O espetáculo basea-se em um único personagem em cena com um microfone. À partir daí, a metralhadora de besteirols é acionada e contagia toda a platéia que se esvaira nas gargalhadas. É inovador e divertido, pela simplicidade de recursos cênicos e pelas inúmeras situações apresentadas. O estilo têm suas raízes nos Estados Unidos onde é identificado pela expressão em inglês "One man show" e no Brasil, os especialistas neste tipo de espetáculo chamam de "humor de cara limpa".
Em São Paulo, o Terça Insana é um dos mais populares grupos de humoristas que praticam o Stand Up, onde suas apresentações acontecem sempre às terças-feiras. Graças à disseminação de diversos vídeos no site you tube, gravados pelos expectadores presentes nas apresentações, Terça Insana ganhou fama no país inteiro gerando DVDs com os melhores momentos e apresentações especiais em várias cidades do Brasil. A diretora, produtora e atriz do Grupo, Grace Gianoukas, explica o sucesso de público. "Uso o humor para tratar de assuntos polêmicos, coisas que ninguém gosta de engolir à seco", explica Grace.
Outros humoristas do gênero ganharam espaço na televisão através do talento em fazer tiradas inesperadas sobre qualquer situação. É o caso dos apresentadores e repórteres do programa CQC (Custe O que Custar), da rede Bandeirantes, Rafinha Bastos, Marco Luque (Terça Insana) e Danilo Gentili (foto). Eles conciliam as atividades da TV com as apresentações.

Artistas que também tiveram seus dias de glória na telinha estão se aventurando na comédia stand up. É o caso de Sérgio Malandro que já tem suas apresentações veiculadas na internet. Diferentemente dos programas infantis em que atuou, suas apresentações são todas voltadas para o público adulto, ou seja, a verborragia é liberada.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Tempo de relembrar!

Nada como vasculhar esse mundo de coisas que há na internet e se deparar com preciosidades existentes, por exemplo, no youtube. Lá, além de vídeos divertidos e chocantes, encontramos performances excepcionais de grandes artistas do passado que encantam com a sua beleza musical. Mais surpreendente ainda é ver símbolos da cultura nacional que fizeram história com as suas criações. Me refiro a um vídeo maravilhoso de um show da bossa nova realizado em Milão, na Itália, em outubro de 1978. Nesse show, um dueto emocionante de Antonio Carlos Jobim e Vinícios de Moraes, interpretando poesias melódicas, embalados pelos ritmos contagiantes da bossa nova, regados a um bom papo desses grandes mestres da nossa música. Deixo então essa contribuição, na esperança de que esses momentos marcantes sejam cada vez mais eternizados. Vale a pena conferir.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Último balanço do IBGE marca possível fim da recessão no Brasil

Os números da economia, divulgados no dia 11/09 pelo IBGE, dão mostras de que a pior fase da recessão passou. Apesar da queda nos investimentos a produção industrial no país, voltou a crescer. Após uma sucessão de quedas nos primeiros seis meses de 2009, o Produto Interno Bruto, que é a soma de todas as riquezas produzidas ao longo ano, obteve um avanço de 1,9%. O resultado, apresentado pelo IBGE na semana passada, confirma o fim da recessão no Brasil. É o que diz a economista do instituto, Cláudia Dionísio. “Se comparado com o primeiro trimestre o PIB industrial cresceu 2,1%, apesar da queda 15,7% na taxa de investimentos. Agente pode dizer que é o menor desempenho desde o ano de 2003.” As exportações também apresentaram resultado positivo entre os meses de abril, maio e junho. As vendas externas tiveram um crescimento de 14,1%, mas caíram 11,4% em relação ao mesmo período de 2008. As importações acompanharam o ritmo de altas registrando 1,5%. O estudo divulgado pelo IBGE revela ainda o aumento no consumo das famílias, cujo crescimento foi de 2,1% em relação aos três primeiros meses do ano. Se comparado ao mesmo período do ano anterior, o aumento é de 3,2%. Já o governo reduziu o consumo em 0,1 ponto percentual entre maio e junho, mas cresceu 2,2% em igual período de 2008. Vale lembrar que o cálculo aplicado em exportações e importações é diferente da realizada na balança comercial. No PIB, são considerados bens e serviços produzidos, onde as variações divulgadas dizem respeito ao volume. Na balança comercial o estudo considera somente os bens e o registro é feito em valores, considerando as influências do preço.



Fonte:Estado de São Paulo/IBGE/Folha

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Trânsito de BH é destaque na mídia

Brilhante reportagem realizada pelo MGTV sobre os abusos do trânsito. Foram quase dez minutos de cobertura jornalística mostrando as principais vias da capital mineira, onde carros e motos faziam e aconteciam no já atrapalhado tráfego da cidade, colocando em risco a vida de motoristas e pedestres. Situações de carros partindo para cima de motocicletas, falta de sinalização e o não uso da seta e os motoqueiros que não usavam viseira. Alguns, inclusive, desafiando a própria sorte e atendendo o celular enquanto pilotavam. Isso sem falar nos taxistas que bloqueavam pistas e transportavam passageiros há quase 1 metro de distância do acostamento.
A situação é degradante, isso todos já sabemos, a prefeitura de Belo Horizonte precisa oferecer soluções, mas antes de tudo o bom senso e a educação são premissas para uma boa convivência. Se houvesse ao menos isso, com certeza, os transtornos seriam bem menores.

A web e o comportamento humano

À medida em que se popularizava, no final dos anos 90 e começo do séc. XXI, a internet adquiria a fama de encurtar as distâncias. Logo provou-se que a rede mundial de computadores possuía uma infinidade de recursos, capazes de situar a vida dos seus usuários. Dos grandes escritórios e dos centros de decisão do poder, ela recebe espaço próprio nos lares e hoje chega a ocupar pequenos bolsos de calças e ternos.
A dinâmica da grande rede possibilitou a união de diversos grupos, de diferentes tribos com seus costumes, linguagens e personalidades. Nunca o mundo esteve tão globalizado. O melhor exemplo que temos à mão, são os sites de relaciomento que buscam trazer essa proximidade através das páginas pessoais, onde podemos nos revelar do modo que quisermos.
Adotamos diferentes personalidades em busca da melhor maneira de nos encaixarmos no mundo moderno. E é através do uso dessas personalidades que passamos à dizer quais são os nossos reais objetivos. Sigmund Freud diz que os relacionamentos possuem princípios imutáveis que regem o nosso comportamento. Ou seja, se respondemos de maneira delicada à um tipo de provocação a tendencia é que se receba algo no mesmo nível de cordialidade. Ao contrário de um estado de raiva ou ódio, que pode ser o fator determinante para uma situação violenta.
Entro nesse recurso sociológico para finalmente tentar compreender o que levou uma jovem inglesa de apenas 15 anos de idade a cometer suicídio, na última quarta-feira, dia 16, após sucessivas ameaças recebidas na sua página do Facebook, um dos mais populares sites de relacionamento social.
Holly Grogan, movida por uma onda de grande pressão virtual, não superou as complexidades do mundo moderno e se jogou de uma ponte caindo em cima de uma estrada de tráfego intenso.
Testemunhas da garota dizem que os abusos começaram na escola anterior em que Holly estudava e que as antigas colegas transferiram as provocações para a nova escola.
Diante do exposto, vale questionar se de fato as nossas crianças e adolescentes estão sendo devidamente preparadas, psicológicamente, para enfrentar as adversidades do mundo moderno.
Não seria interessante uma didática nas instituições de ensino que oferecesse uma ética para o uso coerente da internet, que ensine a não ferir a liberdade individual das pessoas? Ou será tudo isso desnecessário, tendo em vista que a situação já está fora de controle?
Com a palavra os especialistas.

Fonte: http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2009/09/090921_jovemsuicidio_ba.shtml

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Astros do dinheiro público


Em recente entrevista ao jornal "O TEMPO", uma declaração surpreendente de Raimundo Fagner me chamou a atenção: "Esse pessoal aí só vive de lei de incentivo". Fagner estava se referindo aos consagrados artistas da indústria fonográfica que utilizam a lei de incentivo à cultura para o financiamento de Shows. Para ser mais preciso, a crítica foi direta ao bahiano Caetano Veloso, que está lançando seu novo álbum "Zii e Zie". De fato a crítica é extremamente pertinente, pois Caetano é um típico artista de público restrito, de casa cheia e ingressos à valores astronômicos. E, como não podia deixar de ser, Gilberto Gil não fica atrás. Sua esposa e também produtora, Flora Gil, comentou as críticas recebidas de forma indireta confirmando que "se pode desfrutar da lei, por que não usá-la?" Curiosamente, a verba ficou mais acessível ao seleto grupo após a chegada do cantor que virou ministro. E essa é uma triste realidade aos artistas novatos que lutam para ter um patrocínio e muitas vezes se aventuram em produções independentes, sem garantias de retorno financeiro. O espaço para divulgação de novos talentos torna-se ínfimo, pois na visão do Ministério da Cultura e das Secretarias Estaduais é preferível garantir o benefício para quem já está consolidado no mercado. Ora, mas não é incentivo? Se essa "mamata" é direcionada aos grandes, como é fiscalizada a captação desses recursos, se é que são fiscalizadas? A burocracia para aquisição do benefício é grande e leva-se tempo para ter o projeto aprovado. E pelo visto, a trupe da tropicália que brincava de fazer arte, ainda não amadureceu.


Caetano, Gilberto e Flora Gil,
os maiorais da verba cultural.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Marina, a presidenciável

Especula-se que Marina Silva será sangue novo no cenário político de 2010 e, ao que tudo indica, poderá inaugurar uma alternativa até então distante para os militantes do pequeno Partido Verde. Recém saída do partido dos trabalhadores, a Senadora e ex Ministra do Meio mbiente leva consigo a experiência partidária popular, adquirida durante os anos de militância petista. Neste sentido, como candidata a presidente, ela poderá ter trânsito livre entre os intelectuais e os principais formadores de opinião do país, cuja bandeira de defesa do meio ambiente é um tema bastante discutido entre esses grupos.
Dos possíveis candidatos a presidente, trata-se de uma personalidade que, assim como o presidente Lula, tem um forte apelo popular pela sua fala e pelo seu jeito simples de ser. Mas, diferentemente do sindicalista, que utiliza o bom humor e muitas metáforas futebolísticas, Marina adota um tom mais sério em seus discursos, com postura firme. É mulher de poucas palavras, utiliza argumentos sucintos em suas colocações. Possui uma biografia que pode diferenciá-la de muitos políticos presidenciáveis: acompanhou de perto a luta de ambientalistas pela preservação da amazônia, onde teve como fiel companheiro o seringueiro Chico Mendes.
Na sua gestão no Ministério adotou posturas ríspidas com os governadores do Mato Grosso, Blairo Maggi, e de Rondônia, Ivo Cassol, tendo revisto medidas de combate ao desmatamento. Esse e o Plano Amazônia Sustentável (PAS) foram um dos motivos que a motivaram a abandonar a pasta e retomar seu mandato como senadora do Acre.
Se confirmada a sua candidatura a Presidente pelo Partido Verde, seu programa de governo poderá ser afetado pelo pouco tempo disponível nos programas de rádio e tv, mas analistas afirmam que isso poderá gerar um certo "poder paralelo" com Dilma Rousseff.
Em recentes declarações, Marina Silva confirmou para este domingo, dia 30/08, a sua filiação.
Agora é esperar pra ver.

sábado, 22 de agosto de 2009

BARRACO NO HORÁRIO NOBRE

A história nos conta que a televisão no Brasil começou improvisada, desajeitada e amadora. Seu primeiro dono, Assis Chateaubriand, não se deu por vencido ao ser informado por técnicos norte-americanos de que nosso país não tinha condições geográficas para a instalação de equipamentos e antenas de TV. Assis foi prático, teimoso e objetivo. Levou a trupe artística do rádio, velha conhecida do público ouvinte, para os estúdios da Tupi, em 1950. Os equipamentos, apesar de precários, levaram ao ar as primeiras transmissões, inaugurando uma forma de entretenimento que até hoje toma conta de boa parte do tempo das pessoas.

Com o passar dos anos, a TV Tupi perdeu o pioneirismo soberano para as concorrentes que começaram a surgir, como a Excelsior, Globo, Manchete, SBT, Record e outras, mas abriu espaço para uma forma de comunicação extremamente poderosa, mesmo com a internet nos dias atuais. Opinativa a TV, dizem os estudiosos, influencia nas decisões dos cidadãos. Atraente, revela imagens incríveis de um mundo aparentemente real. Intimista, sua fala é direta e pessoal.
O tempo passou e a busca pela audiência continua cada vez mais forte e
o embate que grandes rivais como Globo e Record vêm enfrentando já não é novidade e é cada vez mais pautada por acusações. Nem mesmo a religiosidade dos protestantes escapou ilesa do enfrentamento entre as empresas de comunicação.
Na teoria, esperasse que o telespectador venha a tirar proveito dessa "guerra fria" oferecida entre empresas concorrentes, recebendo programação de qualidade e não enfrentamentos e acusações que utilizam os principais telejornais da noite como palco de guerras particulares. Afinal, tudo que é demais cansa, se torna massante.

A tv paga, como sempre, é uma alternativa pra quem não tem paciencia de assistir o disse me disse dos Marinhos e do Bispo Macedo. Já outras emissoras abertas estão "comendo pelas beiradas". Vale ressaltar o jornalismo de qualidade e competente que a BAND vêm exercendo com uma equipe de excelentes profissionais, comandada por Fernando Mitre e que tem nomes como Joelmir Beting, Bóris Casoy, Ricardo Boechat, Antonio Teles e outros. O SBT com a competência de Carlos Nascimento, mostra que tem capacidade de comandar um jornalismo com isenção e muita qualidade.
Tudo bem que nem tudo que é mostrado dá pra "engolir" com muita facilidade, até porque muita coisa em termos de conteúdo televisivo precisa ser revisto e melhorado. Mas felizmente a democracia existe para que aja alternativas. O controle remoto existe para viabilizar essa democratização. Apesar da tecnologia digital, que leva aos nossos lares uma imagem excepcional, a televisão brasileira ainda possui as 3 características que julgo serem as principais da extinta TV TUPI: meio improvisada, às vezes desajeitada e em alguns casos muito amadora.
Edir Macedo, Bispo da IURD e
Roberto Irineu Marinho, Presidente da TV Globo Ltda.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

FIM DE FÉRIAS

Fim de férias e um tormento que afeta várias capitais brasileiras: - o trânsito na hora do rush. Em Belo Horizonte não é diferente. Na avenida Amazonas, por exemplo, pais de alunos e vans escolares que fazem o trajeto até o colégio Santo Agostinho, se aventuram em filas duplas que tomam conta das vias de acesso para quem vai até o centro da cidade. Isso é evidente a cada semestre e a reclamação é geral, especialmente quando agentes da BH TRANS resolvem dar um “jeito” na situação. Fim de férias representa mudança nos horários dos coletivos que, dizem, tem o objetivo de aumentar a frota para dar conta da demanda. Em sua maioria, são os estudantes de ensino fundamental, secundaristas e universitários que dependem do transporte público causando super lotação. O metrô não fica atrás. Vagões super lotados e funcionários da CBTU mal remunerados descumprem os horários previstos para chegadas e partidas das estações, em um itinerário até hoje improvisado e com pouquíssimas opções de acesso. Ainda não temos linhas subterrâneas e os trens não passam de velhas sucatas trazidas da Europa em concessões muito suspeitas. A copa de 2014 promete um show de infra-estrutura promovida pelos governos municipais, estaduais e federal, pois um dos objetivos para BH é justamente a ampliação do metrô com acesso à Pampulha, para os jogos no Estádio do Mineirão.

E uma novidade preocupante para o fim dessas férias é a gripe suína que fez o papel de agente de turismo em vários países. Turistas brasileiros corajosos não se fizeram de rogados e visitaram países considerados assombrados pelo vírus H1N1, tais como EUA, México, Espanha e outros. Nas escolas particulares já se pensa em adiar o retorno às aulas (o que seria bom para o trânsito, se pensarmos de maneira mais cruel).

De qualquer maneira, este começo de 2º semestre promete. À todos nós, as boas vindas!

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Obama: Economia e Meio Ambiente

Dentre as diferenças óbvias existentes entre o Presidente Barack Obama e seu antecessor, George W. Bush, uma que se destaca nos últimos dias é a preocupação com o meio ambiente.
Obama anunciou um plano de redução de emissão de gases poluentes que causam o efeito estufa.
O plano prevê um corte de 30% nas emissões provocadas em veículos automotores. Neste sentido, a busca por combustíveis eficientes será cada vez mais constante nos próximos anos. O Brasil leva grande vantagem neste campo com os biocombústíveis, pois terra e matéria prima para a sua produção e comercialização é o que não falta. Como se sabe, o combustível fóssil é totalmente esgotável, ao contrário do biocombustível.

E o momento para essas mudanças não poderia ser mais propício, pois com a crise econômica e as grandes montadoras implorando por ajuda financeira do governo norte-americano, as adequações para o plano de redução de poluentes serão inevitáveis. Em entrevista à rede britânica BBC, o presidente da GM, Fritz Henderson declarou que "a General Motors e a indústria automobilística serão beneficiadas ao ter mais consistência e certeza para guiar o planejamento dos nossos produtos".

É curioso como essa conclusão não surgiu antes da crise, em pleno governo Bush. Muitos se recordam que Bush se recusou a assinar o protocolo de Kyoto, alegando que a poluição em países ricos é sinal de desenvolvimento econômico. Já Barack Obama endurece o discurso e diz que nos próximos anos os EUA irão economizar cerca 1,8 bilhão de barris de petróleo.

A palavra chave do momento é adequação e evidentemente o mundo caminha para essas transformações.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

POLÍTICAS DE PRESERVAÇÃO: BOLSA VERDE

O vice-prefeito de BH, Roberto Carvalho, traçou um caminho fundamental ao criar no âmbito legislativo estadual o projeto Bolsa Verde. A iniciativa regulamentada pelo Governo de Minas prevê que os produtores rurais recebam incentivos financeiros pelos serviços ambientais prestados. Desse modo, será possível efetuar um registro e catalogação eficientes de todas as nascentes de água existentes.

De acordo com o secretário estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMAD), José Carlos Carvalho, o projeto irá priorizar agricultores familiares e pequenos produtores, em áreas de até 50 hectares.


Em entrevista à revista ecológico, o vice-prefeito disse que os produtores irão preservar mais do que a lei determina. "Vamos transformar o produtor rual em um produtor de vida e mostrar que eles devem ver as nascentes como uma criança que acaba de nascer", disse Carvalho.


Roberto Carvalho criou o PL (Projeto de Lei) 952/07 na sua gestão como Deputado Estadual pelo PT e já estava sendo aplicado em caráter experimental através do SEMAD, pelo Projeto de Proteção da Mata Atlântica, em regiões próximas a parques e outras unidades de conservação do estado.




terça-feira, 14 de julho de 2009

HAJA EMOÇÃO

Foram "canções que usaram formas simples pra nos falar de amor" nestes 50 anos de carreira de Roberto Carlos, e que foram majestosamente relembrados neste magnífico show, realizado no último sábado, no maracanã. Várias gerações se fizeram presentes. Foram mais de duas horas de pura poesia, compartilhados com a emoção do grande público que lotou o estádio. E não era para menos. Roberto Carlos é um símbolo do romantismo nacional e a cada evento surpreende com um espetáculo musical. Suas músicas, em sua maioria, falam de um amor único, que nossos pais e avós viveram com mais intensidade em tempos passados.
Será que é exatamente essa poesia que nos falta no repertório musical da atualidade? No meu ponto de vista, sim. O que é belo, romântico, poético, com belos acordes, é visto como ultrapassado e brega. Felizmente o movimento pela boa música, a música de qualidade, continua vivo e forte. E são momentos marcantes como este em especial, que muitos de nós assistimos, é que percebemos o quanto somos privilegiados por termos artistas de tal magnitude no Brasil. Mesmo que algumas vezes tenhamos de emprestá-los para o público internacional, que sabe aproveitar o que há de melhor por aqui.


Felicidades ao rei!

terça-feira, 7 de julho de 2009

Sorte mais do que esperada!!!

Dois acontecimentos dramáticos na vida da britânica Nicky Cusack, de 43 anos, a fizeram crer que este ano de 2009 realmente não seria nada bom para ela. Em janeiro, ela foi atacada por seis cães enquanto protegia sua filha e, em seguida, cerca de dois meses depois, sofreu um câncer de mama. A vida da mãe solteira, funcionária de um supermercado do condado de Wiltshire, Inglaterra, mudou de uma hora para outra ao saber que se tornaria a ganhadora de um prêmio na loteria que pagou à ela 2,5 milhões de libras (valor equivalente a R$ 8 milhões). Nicky disse em entrevista que a ficha ainda não caiu e que pretende continuar trabalhando no supermercado. "Desde janeiro, minha sorte tem sido horrível, foram seis meses horríveis. Finalmente veio algo de bom para mim", disse a sortuda.

Nicky Cusack disse ainda que pretende ajudar uma instituição especializada em tratamento com vítimas do câncer e, dessa forma, retribuir a virada que a vida lhe concedeu no momento certo. Este certamente é um verdadeiro exemplo de que jamais devemos perder a fé e que todos nós, se quisermos, podemos encontrar uma luz no fim do túnel. Essa luz pode vir de diversas maneiras, sendo o legal disso tudo é que é inesperado. No caso desta mulher, essa luz veio para iluminar o sucesso financeiro.




domingo, 28 de junho de 2009

Legalização dos Bingos

Um assunto polêmico volta a rondar o congresso nesses últimos dias. E não se trata da corrupção desenfreada que estamos acompanhando. Trata-se da legalização definitiva dos bingos. Só pra recordarmos, o Presidente Lula logo no seu primeiro mandato editou uma MP (Medida Provisória) para fechar todas as casas de bingo do país, e ordenou o recolhimento de máquinas caça-níqueis. Um projeto de lei foi criado para o reforço do mesmo. Mas o Deputado Federal João Dado do PDT-SP, criou um substitutivo que pede a legalização efetiva destes jogos. Ele disse em entrevista que "o país está amadurecido para debater esta idéia".
Na minha opinião, o Deputado está coberto de razão. Se não analisarmos os prós e os contras com a sociedade brasileira, como podemos simplesmente estudar os aspectos negativos que a prática produz, sem levarmos em conta a importância que esse segmento têm para o mercado de trabalho e a economia? Segundo levantamento do DATA Senado, estima-se que cada estabelecimento pode gerar em torno de 100 postos de trabalho. Se somados, em todo o país, o número de empregos gerados chegaria a 180 mil e a União poderá arrecadar R$ 9 bilhões de reais em impostos, sendo 15% destinados para programas de saúde.

Enfim, muitos são os argumentos para o debate público. Creio que a legalização com uma fiscalização rigorosa, poderá trazer a eficiência para o setor de jogos no país.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Afinal, qual é o segredo para ser eterno?

Nem mesmo as celebridades "endeuzadas" pelo grande público, estão imunes aos altos e baixos da carreira. A pergunta de capa do jornal Estado de Minas de hoje, dia 26 de junho, "Por que Michael Jackson não morreu ?" traz a idéia de astros que se tornaram fenômenos mundiais e que conseguiram desafiar o tempo, unindo talento com esquisitices (pra não dizer bizarrices) cometidas no dia-à-dia. Alguns especialistas do show bussiness muitas vezes atribuem às ditas práticas fora do comum de estratégias de marketing, como usar drogas, ser flagrado bêbado, etc.

No caso de Michael, dentre as suas inúmeras esquisitices de conhecimento público, podemos destacar a metamorfose facial a que se submeteu e aos inúmeros escândalos envolvendo pedofilia. Agora, seria hipocrisia da minha parte deixar de reconhecer o legado musical deixado pelo astro, que foi o que realmente o tornou famoso mundo afora. Michael é desses personagens que vão sim, com a mais absoluta certeza, atravessar gerações que irão relembrar os seus sucessos, assim como os Beatles e Élvis Presley. Como explicar tal fenômeno? Não sei. Se não conseguiram explicar os outros casos, este então será mais uma incógnita. Seja pela força da mídia ou não, ele já foi eternizado!

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Parcialidade, uma verdade absoluta

Dizer que o jornalismo não consegue ser imparcial é chover no molhado. E quando o assunto é Futebol, ingredientes que vão muito além da paixão dos comentaristas entram em cena: interesses de várias naturezas.

O site globo.com foi imbatível ao lançar a enquete: Quem merece uma chance na seleção - Bruno (Flamengo) ou Felipe (Corinthians)?
Esta enquete foi ao ar quando Doni, reserva direto de Júlio César, titular absoluto, se machucou.
Nem precisa dizer que a pergunta foi formulada para promover as duas maiores torcidas do Brasil, visando retorno de audiência e interesses afins. Os dois bons goleiros citados acima estão atrás de muitos outros, quando o assunto é seleção. É unânime. Os convocados foram Gomes e Vítor. Se não fosse eles, seriam Fábio e Diego Alves. Os protestos apareceram, com Luis Roberto falando no Jornal da Globo que as torcidas protestaram.

Mas de forma mais sutil, os torcedores que não fazem parte do eixo Rio - São Paulo sofrem com o bairrismo esportivo, ou seja, a tendeciosa imprensa esportiva brasileira. Vamos á uma análise de um post do jornalista global Léo Carmona.


Veja duas falas de Carmona e minhas obervações:

"O Atlético Mineiro surpreendeu o Santos, na Vila Belmiro: 3 a 2. O Galo segue líder, isolado, com desempenho irrepreensível."
Estranho como o time mineiro é visto como surpresa, mesmo tendo o melhor ataque do campeonato, estar invicto e ter a melhor campanha fora de casa.

"No Maracanã, com três gols de Adriano, o Flamengo goleou o Internacional por 4 a 0, se recuperou e subiu para sexto"
Uma única vitória já recuperou o Flamengo!

Comentando sobre a 7º rodada do Brasileirão, em que várias equipes jogaram, as fotos escolhidas para a postagem são duas: Adriano, do Flamengo e Ronaldo, do Corinthians. Que coincidência!

E o mais interessante: Fiz um comentário na postagem apontando esta parcialidade aqui exposta. Meu ponto de vista não foi publicado.

Imagine se algum paulista ou carioca estivesse na liderança!

Rodrigo Otávio
meiocampista.wordpress.com

sábado, 20 de junho de 2009

Ópera Macbeth estréia em BH


Ontem, dia 19/06, assisti à estréia de Macbeth no Palácio das Artes. Um belíssimo espetáculo que contou com recursos de estratégicos de mudança de cenário, e elementos fortíssimos que combinavam cores dos figurinos com o dia e a noite. O espaço foi muito bem projetado e distribuído, de forma que o espetáculo transcorria sem demoras nas trocas de cenário, que era simples e ao mesmo tempo envolvente. A Filarmônica, como tinha de ser, executou as músicas de modo admirável e os atores impecáveis. Basicamente, o espetáculo contou com apenas um intervalo.

Agora, o que chamou a atenção foi a extrema falta de educação de boa parte do público, situados no primeiro e segundo setores do grande teatro. Apesar do aviso inicial do Palácio sobre a proibição do uso de máquinas fotográficas, os flashes eram insistentemente acionados pelas malditas câmeras digitais, que já nos ofuscavam pelo brilho dos monitores e atrapalhavam os atores. Por fim, meu incômodo se confirmou durante o intervalo do 2º para o 3º ato, em que um produtor do espetáculo apareceu no palco e pediu encarecidamente para que parassem de tirar fotos, pois os atores reclamavam do incômodo causado pelo "digníssimo" público. Uma coisa impensável em grandes espetáculos mundo afora, como imagino que seja nos grandes teatros. Uma pessoa da casa ter que chamar a atenção de marmanjos, velhos e peruas, que parecem nunca ter presenciado algo tão grandioso e que existe para ser admirado no momento. Pessoas que, com certeza, não estão preparadas para assistir uma ópera. Outra coisa que destaco é o teatro ter pecado pelo excesso...de ar refrigerado. As pessoas não suportavam o funcionamento do ar que ficou excessivamente frio, fazendo o público pigarrear e tossir o tempo inteiro. Enfim, o público belorizontino queria mesmo era roubar cena ontem no Palácio das Artes. Uma coisa vergonhosa. Para os atores, produtores, músicos, coral lírico, regência e direção, nota 10. Para o público, 0!

quinta-feira, 18 de junho de 2009

GILMAR, O PERSONAGEM

O Gilmar Mendes é um exemplo dos desatinos que o destino comete ao colocar gente desse nível na terra. Trata-se, evidentemente, de um sujeito movido pelos interesses do alto escalão do poder, que procura desqualificar o exercício da verdade em todos os sentidos. Um desses sentidos é o bom jornalismo, o jornalismo ético que não se rebaixa a porcarias do judiciário do naipe dessa besta quadrada, que é Ministro do STF. A verdade é que eles não suportam ser alvo da opinião pública pras cagadas que eles praticam. Gente, outro dia vimos um deputado dizer que se lixa pra opinião pública. Tudo à ver. Quer dizer então, que qualquer porcaria postada na internet é chamado de jornalismo???Imagina só, competir com o Zé da esquina que tem um blog!Olha lá se isso não for desculpa pra pagar salário miserável, bem abaixo do piso.

Abaixo algumas opiniões de um fórum de discussão, promovido hoje pela manhã. São estudantes do Curso de Comunicação Social Integrada da PUC MINAS - São Gabriel.



Re: Diploma de jornalismo‏
From:
Tábita Cristina Martins e Santos (tabitabh@yahoo.com.br)
Sent:
Thursday, June 18, 2009 12:21:00 PM
To:
Lucas Bernard (lcs.bernard@gmail.com)
Cc:
Leandro Andrade (leandrolfandrade@hotmail.com); Luana Borges (luanaoff@gmail.com); sdsoaress@gmail.com; rosinha_colly@hotmail.com; liviacristo@hotmail.com; t.soaresrocha@hotmail.com; alexandracomunicacao@gmail.com; danielesoaresbh@gmail.com; rosanelucasdeoliveira@yahoo.com.br; jpaula.manuel@gmail.com; Gláuber Viníciu Igor Fraga (glauber_vfraga@hotmail.com)
que ótimo Lucas. se eles procurarem vc nos avise e teremos que bolar uma grande manifestação. caso eles não procurem a gente se oraganiza e chama eles tb!!


"O mundo é uma comédia para os que pensam,
e uma tragédia para os que sentem"
(Horace Walpole)--- Em qui, 18/6/09, Lucas Bernard escreveu:
De: Lucas Bernard Assunto: Re: Diploma de jornalismoPara: "Tábita Cristina Martins e Santos" Cc: "Leandro Andrade" , "Luana Borges" , sdsoaress@gmail.com, rosinha_colly@hotmail.com, liviacristo@hotmail.com, t.soaresrocha@hotmail.com, alexandracomunicacao@gmail.com, danielesoaresbh@gmail.com, rosanelucasdeoliveira@yahoo.com.br, jpaula.manuel@gmail.com, "Gláuber Viníciu Igor Fraga" Data: Quinta-feira, 18 de Junho de 2009, 12:16
Dias atrás, a TV Alterosa nos procurou na assessoria, querendo repercutir uma possível aprovação da não-obrigatoriedade com nós, alunos do SG. Vamo ver se eles nos procuram hoje, de novo.Seria uma boa oportunidade de mostrarmos o quanto estamos "satisfeitos" com essa situação!Qquer coisa, falo com vocês.
2009/6/18 Tábita Cristina Martins e Santos <
tabitabh@yahoo.com.br>
amigos,

acho q podemos aproveitar este momento para fazer alguma coisa. Se não fizermos nada agora que essa aprovação ridícula surgiu, pode ser tarde depois. Eu sugiro um grande movimento com universitarios de outras faculdades de jornalismo. De repente podemos propor a propria puc pra fazer essa reunião extraordinária onde convidaremos universitarios que cursam jornalismo. (De repente um movimento tipo aquele que teve da guerra dos travesseiros em varias partes do Brasil pela net), ou seja poderemos propor uma reunião em várias partes do Brasil e depois um protesto, ou alguma coisa do tipo. Eu não acho que nós como futuros jornalistas podemos aceitar isso de braços cruzados.

Se não fizermos alguma coisa agora por nós mesmos ninguém fará e atendencia é piorar. Além disso é agora que temos que reivindicar, tantas pessoas antes de nós fizeram várias coisas pra tentar mudar o que achavam o que era errado. Acho que é nossa vez. Somos quase jornalistas podemos usar a mídia a nosso favor. Vamos causar um fato. melhor do que ninguém sabemos como a mídia funciona.

Eu voto na Luana como nossa representante, para falar com os resposnsaveis da Puc e tentar promover esta reunião.

E aí? O que dizem? vamos ficar parados reclamando ou fazer alguma coisa?

bjs
"O mundo é uma comédia para os que pensam,
e uma tragédia para os que sentem"
(Horace Walpole)--- Em qui, 18/6/09, Luana Borges <
luanaoff@gmail.com> escreveu:
De: Luana Borges <
luanaoff@gmail.com>Assunto: Re: Diploma de jornalismoPara: "Leandro Andrade" <leandrolfandrade@hotmail.com>Cc: sdsoaress@gmail.com, lcs.bernard@gmail.com, rosinha_colly@hotmail.com, liviacristo@hotmail.com, tabitabh@yahoo.com.br, t.soaresrocha@hotmail.com, alexandracomunicacao@gmail.com, danielesoaresbh@gmail.com, rosanelucasdeoliveira@yahoo.com.br, jpaula.manuel@gmail.com, "Gláuber Viníciu Igor Fraga" <glauber_vfraga@hotmail.com>Data: Quinta-feira, 18 de Junho de 2009, 11:05
acho que podemos nos movimentar e reivindicar uma mesa redonda sobre o assunto.
2009/6/18 Leandro Andrade <
leandrolfandrade@hotmail.com>
A puc precisa promover um debate sobre isso. Vamos acordar esse pessoal. > Date: Thu, 18 Jun 2009 10:38:11 -0300
> Subject: Re: Diploma de jornalismo> From:
sdsoaress@gmail.com> To: luanaoff@gmail.com> CC: leandrolfandrade@hotmail.com; lcs.bernard@gmail.com; rosinha_colly@hotmail.com; liviacristo@hotmail.com; tabitabh@yahoo.com.br; t.soaresrocha@hotmail.com; alexandracomunicacao@gmail.com; danielesoaresbh@gmail.com; rosanelucasdeoliveira@yahoo.com.br; jpaula.manuel@gmail.com; glauber_vfraga@hotmail.com
> > Pois é, concordo com vocês. Também estou revoltada!> Fico pensando...Se o mercado já era complicado para emprego na nossa> área, imagina agora que todos podem se candidatar? Já começo a ver o> surgimento de cursinhos rápidos que vão "ensinar" jornalismo . Vamos> ter pessoas despreparadas, com um serviço porco, dizendo-se> jornalista. Big Brothers, Cíntia Benini, que o digam!> 2009/6/18 Luana Borges <
luanaoff@gmail.com>:> > Pessoas lindas!!!> >> > Estou emocionada que vocês me colocaram na lista de discussão...> >> > Bom, estou tão puta com essa história toda que nem sei o que pensar, pois,> > uma coisa é ter uma profissão não regulamentada (no caso dos publicitários),> > outra coisa é trabalhar em uma profissão desregulamentada. Isso é o fim da> > picada, apenas pessoas muito leigas ou muito espertas poderiam fazer isso.> > No caso dos nossos amigos do lesgislativo que aprovaram isso deve ser> > esperteza mesmo, pois, como estudamos em teorias da comunicação, o poder dos> > MCM's é muito grande. Claro que é vantagem para eles pessoas desinformadas> > encubidas de darem informações... quanto menos formação um jornalista tiver> > melhor para eles.


Date: Thu, 18 Jun 2009 02:04:49 -0300Subject: Re: Diploma de jornalismoFrom: lcs.bernard@gmail.comTo: rosinha_colly@hotmail.comCC: leandrolfandrade@hotmail.com; liviacristo@hotmail.com; tabitabh@yahoo.com.br; t.soaresrocha@hotmail.com; alexandracomunicacao@gmail.com; sdsoaress@gmail.com; danielesoaresbh@gmail.com; rosanelucasdeoliveira@yahoo.com.br; jpaula.manuel@gmail.com; glauber_vfraga@hotmail.com; luanaoff@gmail.comÉ, meus amigos...acredito que agora é o momento de acreditarmos mais do que nunca no diferencial que um diploma pode significar pra nós, futuros jornalistas. Ao contrário do que muitos já andam falando por aí, que são 4 anos jogados fora, acho que temos que pensar diferente, e dar valor ao investimento que estamos fazendo agora. Acho que o mercado é quem vai valorizar o diploma, absorvendo quem tiver realmente preparado pra assumir seu papel como jornalista. Eu prefiro acreditar nisso!Beijos, abraços!
2009/6/18 ROSA ANGELA DA COSTA <
rosinha_colly@hotmail.com>
Caros colegas,
Não sei se todos chegaram a ver, mas, o supremo tribunal federal, decidiu acabar com a obrigatoriedade do diploma e registro
do curso de jornalismo.
Agora, para exercer a nossa profissão, a comunicação de idéias livres é um direito absoluto.
“liberdade total de expressão”!
Fico imaginando ,quem vai ser o jornalista do futuro?
E a questão do código de ética, o tratamento da informação sem as técnicas, em fim, credibilidade e outros valores...?

É bom pensar nas possíveis consequencias!

Abraços a todos!

domingo, 14 de junho de 2009

Como sugestão...

Em tempos de feriadão, quando não saímos de casa para alguma viagem, é que nos deparamos com algumas surpresas. Por indicação, fui atrás de uma das melhores locadoras de BH e localizei "Tempero da vida". Um belíssimo filme produzido no ano de 2003, originário da Grécia e da Turquia. Uma história emocionante e ao mesmo tempo divertida de Fanis. Um garoto que aprende lições valiosíssimas de seu avô, que é um especialista em filosofia e culinária. Por uma situação de Guerra em que a Turquia se encontrava, a família de Fanis é obrigada a retornar para a Grécia, deixando seu avô e o amor de sua vida. Ao longo dos anos, Fanis se torna um grande cozinheiro e um astrofísico de uma universidade. Depois de 3 décadas, longe de suas origens, ele percebe que também precisa adicionar um pouco mais de sabor na vida pessoal.


O filme é uma união de conflitos familiares, amorosos e nos enche de inspiração do começo ao fim.


Vale a pena conferir!
Análise dos principais acontecimentos da mídia brasileira e mundial!

Direção/Produção
Leandro Andrade

leandrolfandrade@yahoo.com.br
http://twitter.com/LeandroAndrade2